12/03/2010
Jornada de trabalho pode ficar em 42 horas
 
Negociação entre as centrais sindicais e empresários poderá resultar na redução da jornada, sem corte nos salários, de 44 para 42 horas semanais, aos trabalhadores de todo o País. Caso um acordo seja fechado, essa diminuição ocorrerá de forma gradativa, até 2012. A finalidade é garantir, ainda neste ano, a votação do projeto de lei que prevê essa medida, em tramitação na Câmara dos Deputados há algum tempo.

A proposta que prevê a nova jornada foi apresentada na semana passada pelo presidente da Câmara, deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), num esforço de buscar meio termo entre trabalhadores e empresários. Estes últimos defendem a atual jornada de 44 horas. O projeto, em análise no Legislativo, estabelece 40 horas de trabalho por semana, como defendem os sindicalistas.

Se o consenso for fechado entre as partes, Temer encaminhará uma emenda ao atual projeto com todas essas mudanças.

O líder do Governo na Câmara, deputado federal Candido Vaccarezza disse que está empenhado nesse acordo. “Se isso acontecer, podemos votar o projeto rapidamente.”